November 23, 2014

Poesia por Hsu Yun

Poesia por Hsu Yun

Tradução: Chuan Yuan Shakya

Uma Preciosa Verdade

A grande verdade não se entende:
os santos e as pessoas comuns
são os mesmos desde sempre.

Querer procurar as diferenças
é pedir emprestado um cordão
tendo uma boa corda nas mãos.

Do coração todo darma é filho.
E é depois da chuva que a montanha
ganha mais cores e até brilho.

 

Se não estranhas mais as ilusões da sorte
teu tinteiro conterá toda a vida e a morte.

 

Procurando Pelo Dharma

Você viajou dez mil passos em busca do Dharma.
Tantos longos dias em bibliotecas, copiando, copiando.

A gravidade da Tang e a profundidade da Sung
são bagagem pesada.

Aqui! Colhi para você algumas flores silvestres.
Seu significado é o mesmo
mas são muito mais fáceis de carregar.

 

O Coração do Buddha

Nao é preciso perseguir de um lado para outro como as ondas.
A mesma água que vem é a água que vai.

Não faz sentido virar-se para achar a água
Quando ela flui ao teu redor em todas as direções.

O coração do Buddha e as pessoas do mundo...
Onde está a diferenca?

O Cão Latindo

Fomos até a montanha só pela diversão.
Não precisávamos de mais nenhum vinho.

No precipício, flores abriam, sorrindo.
Perto do rio, salgueiros brilhavam.

Na garoa, a fumaça da vila congelou, escondendo-a.
O vento estava leve e a grama, fria.

Lá, no chão do bosque, surpresos,
Ouvimos de repente um cão latir.

Ele queria que soubéssemos que o Mestre nos via.

 

Pequena Chuva

Tradução: Fa Chun

A pequena chuva molha a pilha de lenha e gravetos;
A noite é fria e a chama da lanterna move-se, trêmula.

Nuvens cercam e molham nosso abrigo de pedra,
Juncos partidos bloqueiam o caminho do portão do juncal.

A correnteza é barulhenta, uma torrente no leito do rio;
É tudo o que ouvimos. Só raramente surge uma voz humana...

Mas - Oh! Infinito é o valor da paz que enche nossas mentes
Quando nos sentamos sobre nossos calcanhare
e colocamos um outro robe de monge Chan!